Nesta sexta-feira, a chuva se espalha rapidamente Sul, Sudeste, Centro-oeste, inclusive há previsão para tempestades com rajadas de vento e trovoada, eventualmente queda de granizo.

Há potencial para tempestades entre a tarde e noite de sexta-feira(21) e madrugada do sábado (22) no oeste do Rio Grande do Sul, do Paraná, no sudoeste e sul do Mato Grosso do Sul, região de Sete Quedas e Porto Murtinho.

Há previsão de tempestades em Rondônia e no oeste e norte do Mato Grosso, inclusive volta a chover em áreas do Parecis e também da BR-163. O acumulado de chuva previsto para o Mato Grosso ainda é baixo. 

Nesta sexta-feira (21), a expectativa é que os maiores acumulados sejam observados no Rio Grande do Sul com aproximadamente 40 mm entre Porto Alegre e Uruguaiana.

Fim de semana

Durante o fim de semana, a chuva se espalha rapidamente sobre as Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Volta a chover em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Poucas áreas brasileiras devem ficar com tempo seco. Nos próximos 7 dias, o ar seco atua no norte de Minas Gerais e de Goiás, a região do Araguaia no Mato Grosso, principalmente no nordeste do estado do Mato Grosso.

Umidade do solo

Os mapas de umidade do solo mostram uma tendência de reposição da umidade do solo maior no Rio Grande do Sul, em Minas Gerais e no Espírito Santo. A chuva também irá beneficiar as áreas produtoras de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás, apesar de uma expectativa de acumulados um pouco mais baixos e a reposição de umidade de solo não tão significativa. De qualquer forma, o retorno da chuva deve colaborar com o milho, cana-de-açúcar, café, laranja e pastagens.

Para outras culturas, a chuva chegue tarde demais, como por exemplo, as áreas produtoras de segunda safra de milho onde já há sinais de perdas significativas, mas pelo menos a precipitação pode colaborar para a diminuição das perdas.

Nova onda de frio

Após a passagem da frente fria, a temperatura despenca em várias localidades, principalmente no centro-sul do Brasil. A temperatura mais baixa será observada na terça-feira (25). Os ventos frios de origem polar chegam ao Acre e Rondônia e estes estados irão observar o fenômeno conhecido como “friagem”.

O frio mais intenso será sentido na Região Sul do Brasil. O ar frio se espalha por áreas de feijão e hortaliças nas regiões de Guarapuava, Campo Gerais, região de Ponta Grossa. Nestas localidades, as temperaturas mínimas observadas podem chegar a 1ºC e 2ºC.

Muito frio e geada ate fim do mês

O frio será sentido nas lavouras de milho localizadas no sul do Paraná, oeste e norte de Santa Catarina. Já, oeste e norte do Paraná, o frio não alcança as áreas agrícolas produtoras.

Fonte: CLIMATEMPO

Comentários


Acompanhe a Vale Regional!

✅ Grupo WhatsApp: https://abre.ai/grupovale06
✅ Instagram: https://abre.ai/valeregionalnosinsta
✅ Facebook: https://abre.ai/valeregionalnofacebook
✅ Twiter: https://abre.ai/twitervaleregional

Vale Regional - Notícia em Tempo Real!