Pelo menos duas cidades catarinenses vêm registrando aumento na captura de escorpiões e a situação já é considerada como infestação pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Em Itajaí, Litoral Norte, até o mês de maio foram recolhidos 869 animais. Em Joinville, no Norte, pelo menos 18 bairros são considerados infestados pela prefeitura.

A maioria dos registros, nas duas cidades, envolvem o escorpião-amarelo. Ele é considerado, por especialistas, um dos mais venenosos da América Latina. A picada dele pode levar à morte.

Segundo a Dive, outros municípios do estado também são considerados infestados: na Grande Florianópolis, a capital e Antônio Carlos; no Litoral Norte, em Balneário Camboriú e Navegantes; no Sul, em Criciúma; e no Vale do Itajaí, em Blumenau.

“Todos os municípios que registram a presença do escorpião-amarelo são considerados infestados e devem manter as ações de controle. A espécie reproduz-se por partenogênese. Assim, só existem fêmeas e todo indivíduo adulto pode se reproduzir sem a necessidade de acasalamento. Esse fenômeno facilita sua dispersão”, ressaltou por meio de nota a Dive.

Em 2021 foram registrados, até agora, 135 acidentes com escorpiões no estado. Não houve registros de morte.

Em Itajaí, durante 2021, até o dia 17 de maio, 869 animais foram recolhidos. Já durante todo o ano 2020, segundo a secretaria municipal de saúde, foram capturados 462.

Segundo o órgão que faz o controle destes animais na cidade, a pandemia dificultou o trabalho das equipes de monitoramento que vão até os locais com maior incidência.

Como as atividades estão gradualmente voltando à normalidade, mais casos foram notificados, segundo a prefeitura.

Na cidade a maioria dos animais capturados são escorpiões Tityus serralatus, ou escorpião-amarelo.

Em 2021, desde o mês de janeiro, foram capturados 66 animais, sendo a maioria de escorpiões amarelos. Em 2020, o serviço da Secretaria da Saúde capturou 133 exemplares do mesmo animal.

Pelo menos 18 bairros de Joinville (SC) são considerados infestados por escorpiões — Foto: NSC TV/reprodução

Bairros infestados:

  • América
  • Boa Vista
  • Boehmerwald
  • Comasa
  • Espinheiros
  • Fátima
  • Floresta
  • Guanabara
  • Jardim Iririú
  • Morro do Meio
  • Nova Brasília
  • Paranaguamirim
  • Petrópolis
  • Pirabeirab
  • Profipo
  • Saguaçú
  • Vila Nova
  • Zona Industrial Norte

Recomendações

Em locais onde a população perceber a presença de escorpiões, recomenda-se:

  • Fechar ou tampar frestas em janelas e portas;
  • Colocar tela nos ralos da casa;
  • Controlar a presença de baratas e outros insetos (animais que servem como alimento para os escorpiões);
  • Manter o terreno limpo e evitar o acúmulo de lixo;
  • Evitar entrar em contato com o animal;
  • Acionar a secretaria municipal responsável para fazer a captura do escorpião.

Em caso do picada, é recomendável que a pessoa faça a captura do animal e leve junto consigo até uma unidade de saúde. Assim a equipe de saúde poderá identificar a espécie do animal e avaliar o tipo de tratamento que será realizado.

Deve-se lavar o local da picada com água e sabão e, em seguida, a pessoa deve ser levada ao hospital.

FONTE: NSC TV/G1

Comentários


Acompanhe a Vale Regional!

✅ Grupo WhatsApp: https://abre.ai/grupovale06
✅ Instagram: https://abre.ai/valeregionalnosinsta
✅ Facebook: https://abre.ai/valeregionalnofacebook
✅ Twiter: https://abre.ai/twitervaleregional

Vale Regional - Notícia em Tempo Real!