Por volta das 12h00 desta sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2021, o Corpo de Bombeiros atendeu uma ocorrência na Rua Oscar Piske, bairro Nações, em Timbó.No local, foi capturado uma serpente Dormideira, que estava solta no jardim de um residencial.

O animal foi capturado e solto em seu habitat natural. ➡️ Jararaquinha é inofensiva, não peçonhenta e útil no controle natural de pragasAo contrário das suas primas jararaca e jararacuçu, a jararaquinha dormideira (Sibynomorphus mikanii) é uma serpente inofensiva e não peçonhenta. Muito semelhante às espécies venenosas, seu corpo é predominantemente branco e marrom com manchas pretas.

É chamada de dormideira por seus costumes noturnos e temperamento dócil. Por ser uma espécie malacófaga, isto é, que se alimenta essencialmente de moluscos, não é difícil encontrá-la em hortas e plantações à procura de sua presa predileta: lesmas. A jararaquinha é muito caçada pela crença de que é venenosa e prejudicial aos cultivos, mas se mostra útil no controle natural de pragas.

De hábitos terrícolas, é muito comum em ambientes urbanos. Também ocorre em florestas úmidas, bordas de matas, pastagens e áreas secas. Com menos de 100 gramas, macho e fêmea são praticamente idênticos, ou seja, sem dimorfismo sexual. A espécie é ovípara e se reproduz nos meses mais quentes e chuvosos do ano. Põe de três a 10 ovos, entre dezembro e janeiro. Sua gestação acontece de 12 a 13 semanas.

Redação Misturebas

Comentários