Na sexta-feira (19), um suposto caso envolvendo uma empresa de Ascurra chamou a atenção. Trata-se de uma denúncia por homofobia, recebida pelo juízo da comarca de Ascurra.

O caso envolve dois funcionários da empresa, inclusive a direção. Na denúncia, a suposta vítima alega que por pelo menos dez anos as ações vexatórias ocorriam, sendo agravadas após diversos áudios e até mesmo um grupo teria sido criado em uma rede social via aplicativo de celular para praticar desdém sobre a orientação sexual da mesma.

O denunciante afirma que sofria ataques do colega da empresa, alegando ainda que os empregadores eram ”indelicados” e ”homofóbicos”, sendo que algumas colegas de trabalho até o defendiam das ”piadinhas” feitas com ele, e pede indenização por danos morais.

Fonte: Nova FM

Comentários